sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Experiência Europeia – Parte I


Treinamento AS Roma

Os três meses mais intensos da minha vida profissional. Não haveria outra definição para as últimas semanas de Novembro, o mês de Dezembro de 2011 e as primeiras semanas de Janeiro de 2012.
Decisão de aproveitar a oportunidade de capacitação/atualização profissional na Itália, finalização do ciclo no Ubaense Esporte Clube, participação no Footecon 2011, viagem para Europa, realização do curso na Escola Europeia de Futebol (Roma), acompanhamento de treinamentos, conhecimento de estruturas físicas, conhecimento de profissionais, trocas de ideias e trocas de experiências na Itália, Espanha e Inglaterra e o retorno ao Brasil foram, a grosso modo, os eventos do período citado.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Escola Européia de Futebol

logo

No último dia 9 de Dezembro (Sexta-Feira), embarquei para a Europa, mais especificamente para ROMA (Itália). Esta passagem por Roma está tendo como principal foco, e atividade, a participação no Curso de Treinadores de Futebol da Escola Européia de Futebol em parceria com a AS Roma. Esta entidade é coordenada pelo Prof. Ricardo Perlingero, técnico das categorias de Base da AS Roma há 8 anos com passagens por diversas categorias (e atualmente comandando a equipe SUB-14 – Nacional).

O foco do curso é transmitir conteúdos e experiências da escola italiana de futebol: sua visão, tradição e filosofia de formação e rendimento esportivo no futebol. As aulas são teóricas e práticas com profissionais da AS Roma e da Federação Italiana de Futebol (Federacione Italiana del Gioco del Calcio) abordando principalmente os aspectos técnicos e táticos (de formação e de alto rendimento), além de conhecer a estrutura da AS Roma e acompanhar os treinamentos das equipes de base/formação da tradicional equipe romana.

Como profissional, valorizo muito o futebol brasileiro, mas desde sempre procurei conhecimentos e fundamentação teórico-prática de diversas escolas de futebol, principalmente nas escola que portuguesa, espanhola, italiana e inglesa. Esta obtenção de teorias, conhecimentos, filosofias e visões sempre se deram por meio de ferramentas como internet, bibliografias importadas ou mesmo por materiais de colegas que tiveram a oportunidade de visitar ou até mesmo morar e trabalhar em alguns destes países.

 

DSC00315

 

Esta é a primeira vez que venho à Europa, primeiramente para realizar o curso de atualização/capacitação para treinadores aqui na Itália e depois para realização de estágios na Espanha e Inglaterra. Pretendo aproveitar esta oportunidade da melhor forma, de modo a crescer profissionalmente e academicamente e poder inclusive divulgar as informações e experiencias obtidas aqui.

Pelo alto volume de atividades e consequentemente o escasso tempo “ocioso”, não será possível a atualização diária aqui no site, a respeito das atividades realizadas aqui na itália. Mas os textos estão sendo feitos sempre ao final do dia e quanto o acesso à internet for possível, os artigos serão postados, sempre sendo um artigo remetendo a um dia que passei aqui na Itália e na Europa.

 

Ciao

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

E O FUTURO?


Como abortado na publicação anterior, acertei minha saída do Ubaense Esporte Clube (Centro Esportivo Ubaense), dentre outros motivos, a necessidade de tempo para planejar o futuro e buscar meios de capacitação e, claro, buscar novas metas,  novos horizonte, uma nova oportunidade, um novo emprego.

Primeiramente estou sanando a minha necessidade pessoal mais urgente, já que após 7 meses (Desde que fui contratado pelo Ubaense EC), finalmente, pude visitar meus pais e ter o prazer da companhia, carinho e amor que só eles podem me proporcionar. Não que eu reclame do tempo que estamos distantes, já é algo que estamos acostumados e todo profissional do futebol precisa estar, desde que saí de casa, primeiramente para jogar futebol em categorias de base e posteriormente para estudar e trabalhar como técnico de futebol já ficamos distantes muito mais tempo e com certeza ficaremos ainda mais. É o fardo que temos que carregar, mas com certeza essa visita que estou fazendo será primordial para o bom rendimento dos planos de capacitação e no recomeço em um novo clube.

Mesmo matando saudades e sanando necessidades pessoais, já estou com saudades do trabalho, da beira do campo, das grandes discussões acerca do futebol com os colegas. Portanto o primeiro passo é aproveitar o tempo livre que disponho agora, e continuar a fazer uma atividade que tanto me dá prazer, que é escrever, discutir e trocar opiniões com os colegas aqui no meu site e em outros meio de comunicação. Como dito anteriormente, pela altíssima carga de trabalho e responsabilidade e afazeres que possuia no Ubaense EC, apesar de ter tido diversas idéias para artigos e discussões, não pude transcrevê-las para o papel por falta de tempo ou mesmo por falta de concentração mínima para escrever artigos com qualidade mínima para publicação.

Portanto, as análises, as discussões sobre formação de atletas (muito melhor embasadas após meu período em Ubá, pela experiência e troca de conhecimentos com meus colegas e com o Prof. Dr. Próspero Paoli), sobre futebol profissional e sobre todo e qualquer assunto relacionado a esse esporte que amamos tanto falar, discutir e trabalhar, voltarão!



No âmbito da capacitação e atualização já tenho algumas ações programadas: Já no início de dezembro, teremos um compromisso importante, o FOOTECON 2011 (Fórum Internacional de Futebol), evento já tradicional no futebol brasileiro que acontece entre os dias 6 e 7 de Dezembro de 2011. Grande oportunidade para escutar e aprender com os grandes profissionais do futebol brasileiro e internacional, além de poder fazer contatos, reencontrar colegas e amigos. A participação é altamente indicada e posso falar que além de muito bem organizado, as palestras são de grande validade para todos que trabalham e /ou pretendem trabalhar com futebol, independente da área específica. Tive o prazer de participar do FOOTECON 2008 e só agora em 2011 consegui estar livre (Sem clube e/ou Competição) para voltar a participar. Faço o convite e espero encontrar e reencontrar diversos amigos e colegas de profissão neste evento.



Já no dia 9 de Dezembro se inicia talvez a mais arrojada aventura/busca profissional na minha carreira até o presente momento. Os últimos dias foram decisivos para uma oportunidade que se abriu para realizar um vontade que tenho há muito tempo: VIAJAR PARA A EUROPA PARA UM CURSO DE CAPACITAÇÃO E PODER CONHECER E ACOMPANHAR “IN LOCO” O TRABALHO DO FUTEBOL NO VELHO CONTINENTE.
Dia 10 de Dezembro iniciarei o Curso de Treinador de Futebol pela “Escola Europeia de Futebol” na cidade de Roma na Itália. O curso terá duração de 7 dias, será realizado dentro do Centro de Treinamento da AS ROMA, onde além de aulas práticas e teóricas com professores da Federação Italiana de Futebol e com treinadores da AS ROMA (como o Prof. Ricardo Perlingiero),  acompanharemos treinamentos e pelo menos um jogo da tradicional equipe romana, nada mais nada menos que o clássico AS ROMA X JUVENTUS pelo Campeonato Italiano (Ainda planejo assistir Lazio X Verona ou Roma X Fiorentina pela Copa da Itália).
Espero ansiosamente pelo curso, imagino que será uma oportunidade, não só de conhecer outro lugar, outro tipo de estrutura, mas principalmente outro tipo de visão de futebol, tanto no profissional quanto nas categorias de base/formação de atletas.

O curso tem duração de 7 dias e, portanto, termina dia 17 de Dezembro. Após o término do curso, ficarei pelo menos mais 20 (vinte) dias na Europa, entre Espanha e Inglaterra, para continuar a busca por conhecimentos, visões diferentes e semelhantes, contatos e experiências no velho continente.
Estou tentando, por meio de colegas e amigos, conseguir a oportunidade de realizar algum tipo de acompanhamento técnico/estágio em algum dos grandes clubes de cada país (Espanha/Inglaterra), para enriquecer ainda mais esta viagem!
E, peço auxílio aos leitores do site, caso alguém tenha contato e/ou possibilidade de oportunizar esse acompanhamento técnico/estágio em clubes da Espanha (Madrid) e Inglaterra (Londres).

Quanto ao curso e a viagem, com certeza abordaremos de forma intensa aqui no site. Pretendo realizar publicações frequêntes, talvez até diárias, para mostrar as experiências que terei durante o curso, na Itália de maneira geral , na Espanha e na Inglaterrra. Expor os conteúdos abordados, estudados e discutidos durante o curso, os treinamentos e jogos observados, ou seja, de certa forma é transmitir e compartilhar com todos a oportunidade que estarei aproveitando.

A previsão de retorno ao Brasil é no dia 6 de Janeiro, e aí que a busca por uma nova oportunidade de trabalho se intensificará, obviamente eu preciso pagar essa "aventura profissional" e as publicações que trarei do velho continente de alguma forma, não é mesmo?

Brincadeiras a parte, não gosto e nem tenho intensão de ficar parado e desde já, mesmo tendo um compromisso marcado entre os dias 6 de Dezembro a 6 de Janeiro (FOOTECON e Viagem à Europa), gostaria de me colocar a disposição no mercado para uma recolocação profissional e conto com os amigos, colegas e contatos profissionais para isso! Aqui no meu site você facilmente encontra meu CURRICULO, além de toda e qualquer informação profissional necessária.

Com estes três artigos, posso declarar o site reativado, e espero que assim seja mantido, independente da condição profissional e volume de trabalho! A primeira série de publicações será a respeito do Footecon 2011 e das atividades e conteúdos do curso em Roma e do período em Madrid e Londres.
E peço que acompanhem o site, os projetos para 2012 são muitos e de enorme qualidade, a medida que esses planos comecem a se concretizar trarei mais informações!

Forte Abraço a Todos!

GLAUBER CALDAS
Técnico de Futebol
Bacharel em Esporte (UEL-PR)
Pós-Graduado em Futebol (UFV-MG)


Artigos Relacionados

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O FIM DE UM CICLO – Parte II

UBAENSE EC

Minha ida para o Ubaense Esporte Clube/CEU se iniciou na Pós-Graduação em Futebol da Univ. Federal de Viçosa-MG, onde tive o primeiro contato com o Prof. Dr. Próspero Paoli. Desde aquele contato inicial (Julho/2010 e Janeiro/2011) trocamos muitas ideias e discutimos vários aspectos do futebol, principalmente a questão da formação técnico-tática de atletas e, com certeza, posso classificar do começo ao fim como oportunidades de muito aprendizado e desenvolvimento e enorme crescimento profissional.
Após o período de aulas da especialização comecei a prestar serviços como analista de desempenho, aperfeiçoando e profissionalizando as análises que realizava aqui no site, e pelo interesse destas análises pelo Prof. Próspero Paoli e da possibilidade de aplicação delas no Centro Esportivo Ubaense, recebi o convite para conhecer mais a fundo o trabalho de formação e apresentar como poderia ser feito o trabalho de análise de desempenho no Centro de Formação.
O convite para conhecer o CT se tornou uma proposta de trabalho, onde implantaria a análise de desempenho, focado em auxiliando a formação e rendimento das equipes ativas no CT (SUB-12/SUB-13/SUB-14/SUB-15/SUB-17). Portanto minha primeira, e durante algum tempo a única, função no Ubaense EC foi ANALISTA DE DESEMPENHO e AUXILIAR TÉCNICO DE TODAS AS CATEGORIAS.

Didi, Cleiton, Glauber, Alexandre, Renan, Murilo, Fabrício, Ramon e Augusto

Este função tinha um volume de trabalho altíssimo, mas uma satisfação de mesma proporção, já que tive a oportunidade de auxiliar, todos os competentes treinadores do CEU nos treinamentos diários, equacionando a minha participação nos treinos de acordo com a necessidade e foco do treinamento. Desta forma pude conhecer absolutamente todos os atletas, de todas as categorias além, é claro, do estilo/modelo de jogo de cada treinador, para aí sim ser muito mais eficaz nas indicações, conselhos, auxílios e análises em jogos e treinamentos técnicos-tático.
Como Analista de Desempenho/Auxiliar Técnico disputamos vários torneios e tivemos um ótimo desempenho, sendo campeões e/ou vice-campeões em diversas dessas competições:



Durante o trabalho no Ubaense como auxiliar/analista ou como treinador (que falarei mais na sequência) duas fatos eram constantes e importantes. O primeira, a frequência que nós estudávamos e discutíamos assuntos técnicos-táticos. Eram horas e dias de conversas e discussões de forma que melhorássemos não só a visão sobre o assunto, mas fosse aplicável e melhorasse os trabalho de campo. Acabamos por criar um grupo de estudo involuntariamente, pela soma de conhecimentos dos profissionais e pela postura de crescimento mútuo, para que o trabalho fosse constantemente melhorado.
Outro ponto importantíssimo foi o grande número de profissionais de outros clubes, principalmente os grandes clubes brasileiros que pudemos receber aqui no CT e conhecer, conversar e trocar experiências. Isso se deve ao prestigio do Prof. Próspero Paoli no meio acadêmico e profissional. Dentre os principais profissionais que posso citar aqui, com certeza o primeiro seria o Prof. Ney Franco (Técnico da Seleção Brasileira SUB-20), o Prof. Mário André Mazzuco (Coordenador da base do Coritiba), Prof. Marcelo Lima (Coordenador do São Paulo Futebol Clube), Prof. Bruno Costa (Coordenador da base do Figueirense), Prof. Renato Schmitt (Gerente de Captação do Grêmio-RS), Prof. Pachequinho (Observador Técnico do Coritiba), Prof. Marcelo Teixeira (Gerente de futebol do Fluminense), Klauss Câmara (Coordenador Técnico das categorias de base do Fluminense) dentre outros profissionais, além dos grandes profissionais de Minas Gerais (de Cruzeiro, Atlético-MG, América e outras equipes de MG) que pudemos conhecer durante jogos e competições, como Diogo Giacomini, o Prof. Marcelo Vilhena, Prof. Ludyo Magno, Prof. Marcos Rocha, etc..

Visista do Prof. Ney Franco
Visista do Prof. Ney Franco
Visita do Prof. Mário André Mazzuco (Coritiba)
Visita do Prof. Marcelo Lima (SPFC)


O RETORNO À FUNÇÃO DE TREINADOR
EQUIPE SUB-11
Após algum tempo, a coordenação do CEU decidiu criar uma nova categoria, uma categoria de atletas ainda mais novos, para crianças nascidas em 2000 e 2001, a SUB-11. Fui designado para montar e comandar este desafio. Confesso que na hora a ideia não me agradou nem um pouco, pois acreditava que não tinha capacidade e muito menos perfil para trabalhar com crianças tão novas. Somava-se ainda o fato de que meus trabalhos e experiências tenham sido predominantemente com categorias maiores, a SUB-17 e SUB-20, sendo que a categoria mais nova que comandei foi a SUB-15 (94/95) e somente pelo período de 6 meses.
Não poderia estar mais errado nos meus preconceituosos pensamentos. Ao assumir a categoria SUB-11 eu iniciava, com certeza, o maior aprendizado de minha carreira.


DSCN0571

Acreditamos veementemente  que a formação, principalmente na realidade brasileira, deve ser realizada por meio de conteúdos (Técnicos, Táticos, Físicos)adequados a cada faixa etária (se possível relacionado ainda com a maturação biológica do indivíduos).
A oportunidade de selecionar os atletas e principalmente organizar e equacionar os conteúdos da primeira etapa de formação que preconizamos, foi sensacional! Oportunidade para colocar em prática princípios, teorias, teses e pensamentos a respeito de formação que são detectadas nas idades mais velhas, mas que o foco do problema é a base da formação, os primeiros anos de formação!

DSC03959
DSC03958

Alto foco no treinamento técnico (de todas as formas e métodos possíveis), mas nunca se esquecendo do estimulo cognitivo às necessidades do jogo foram as bases do trabalho que deu um retorno grandíssimo! A evolução dos atletas nos fundamentos técnicos básicos foi gigantesca e totalmente transmitida para a realidade do jogo com o fator tático totalmente inserido!
Vitórias, principalmente nesta idade, não podem e nem devem ser parâmetro para a avaliação de um trabalho. Mas também não podem ser deixadas de lado, afinal o jogo é a transferência e aplicação dos conteúdos trabalhados durante as semanas de trabalho. Essa equipe de grande futuro, transferiu muito bem os conteúdos técnico-táticos de forma a jogar com grande qualidade e muita organização.

192

De forma a não sofrermos uma única derrota durante todo tempo de trabalho com a equipe SUB-11, saindo da Copa Brasil IMEF 2011 tendo vencido todas as equipes adversárias, melhor ataque e melhor defesa (Zero Gols sofridos) mas, infelizmente desclassificados por falta de documentação de alguns atletas. Para nós e para os que presenciaram a competição o Ubaense EC foi campeão moral!
Na minha última competição Início da Copa Asvale (ainda em disputa), deixamos a equipe também invicta, o trabalho foi dado em sequência pelo Prof. Alexandre Lemos e atualmente pelo Prof. Murilo Balbino e torcemos que este trabalho seja coroado com este título.
Levaria muito tempo (e alongaria demais o artigo) mas a experiência com o início do processo de formação e  com crianças/atletas no início de sua formação como atletas, somado à um aprendizado e adaptação à forma como transmitir os conteúdos e ideias (devido ao desenvolvimento cognitivo dos atletas), oportunidade de experimentar diversos métodos de treinamento técnico e iniciando o processo do desenvolvimento cognitivo/tático foram alguns dos principais pontos que pude eleger como importantes para que eu tenha concluído que essa foi a experiência de aprendizagem mais intensa da minha carreira.
E digo mais, todo e qualquer profissional do futebol deveria trabalhar com as primeiras categorias, é uma experiência ímpar, que ajuda a entender muitos aspectos da formação de atletas e aspectos do futebol melhorando e complementando a visão e o trabalho realizado nas categorias maiores (talvez até no profissional).


EQUIPE SUB-13
A equipe 98 (Sub-13) do Ubaense EC é, desde o início dos trabalhos do CEU, comandada pelo competentíssimo (e de grande futuro no futebol) Prof. Ramon Lima. O segundo semestre de 2011 para esta categoria no Ubaense tinha dois focos principais, o Circuito Base-Forte (Cruzeiro-MG) e a Copa Gazetinha, além da Copa Asvale como segundo plano. O Prof. Ramon estava preparando a equipe para o Circuito Base Forte, mas no meio da preparação contraiu uma forte pneumonia a ponto de ser hospitalizado, ficando impossibilitado de comandar o restante da preparação e a disputa do torneio.

SUB-13 - Ubaense 4 x 0 V.E.L

Fiquei muito orgulhoso quando o próprio Prof. Ramon Lima me pediu para continuar o trabalho e levar a equipe para a competição e sinto como prova de confiança na capacidade e no conhecimento do grupo 98 do Ubaense, que eu já tinha acompanhado em diversos jogos e competições na função de auxiliar/analista.
Desta forma, assumi o comando da equipe SUB-13, finalizando o planejamento da  preparação para o “Base Forte” em conjunto com o Prof. Ramon e o grande Preparador Físico Diógenes Melo e conduzindo a sequência dos treinamentos da preparação, concomitantemente com jogos da Copa Asvale (Foto acima da vitória de 4 a 0 sobre o VEL-MG).

Preparação finalizada, partimos para a competição agora sendo auxiliado pelo Prof. Igor Guerra. A participação do torneio não poderíamos ter sido melhor! Obviamente sob pressão por finalizar o trabalho, pela expectativa de que os atletas fizessem bons jogos e a necessidade de vitórias, de forma que eles fossem captados pelo Cruzeiro EC.

SUB-13 - Base Forte

VEJA ABAIXO NOSSA CAMPANHA:
Jogos

campanha

DSCN0623
DSCN0636
DSCN0640
DSCN0692Rayann Amadeu- Artilheiro do Base Forte 2011Glauber Caldas - Escolhido melhor treinador do Base Forte 2011

Saldo final totalmente positivo, com diversos atletas sendo encaminhados para o cruzeiro em 2012, Ubaense EC Campeão do Base Forte 2011 (tendo desclassificado o Cruzeiro dentro da toca da raposa e vencido o rival Juizforano na final) Yuri como melhor goleiro, Rayann como Artilheiro da Competição e eu escolhido melhor treinador (prêmio que recebi com muito orgulho e divido justamente com o Prof. Ramon Lima).


EQUIPE SUB-15
No dia anterior ao início do Base-Forte, o Ubaense tinha sido desclassificado no Campeonato. Mineiro Sub-15 e Sub-17. Fato esse que motivou uma reestruturação geral (que inclusive reduziu a quantidade de categorias para 2012 no CEU) e, nesta reorganização o Prof. Próspero Paoli me pediu para assumir a equipe infantil,e assim, reorganizar (dando prioridade para os atletas 97) e comandar a SUB-15 na Copa ASVALE.
Desafio aceito e muito trabalho pela frente, já que a “nova” equipe SUB-15 era uma junção da SUB-14 (97) (do competente Prof. Murilo Balbino que atou como auxiliar técnico em todo processo de reestruturação, treinamentos e jogos) com a SUB-15 (96) do Prof. Alexandre.



Mudança de treinador, fusão de dois grupos, várias dispensas e necessidade de ter que ganhar todos os pontos em disputa para classificar a equipe para a segunda fase. Esse era a situação inicial de trabalho no SUB-15!
Mas o trabalho deu frutos em curto prazo, conseguimos rapidamente introduzir as ideias de jogo e fazer a equipe responder dentro de campo, jogando bem e conquistando os pontos necessários para a classificação para a segunda fase, de forma que o meu ciclo no Ubaense terminou assim como começou, com muito trabalho e com resultados conquistados!


Não que valorize mais ou menos do que outros ciclos da minha carreira profissional, mas sem dúvida este foi o mais intenso, de maior aprendizado (teórico-prático), de grandes resultados, onde pude conhecer e trabalhar com profissionais de grande futuro e que me deu a oportunidade de ter contato com profissionais de grandes clubes brasileiros.
Luto e busco melhorar como profissional e pessoa, busco uma oportunidade em um grande clube brasileiro para mostrar que sou capaz (que é a meta de diversos profissionais do futebol), e com certeza após esse período no Ubaense EC, minha visão de futebol se aperfeiçoou e a experiência e conhecimento aumentou intensamente e com certeza é o fim de uma etapa importantíssima em minha carreira.
A torcida pelos profissionais e atletas que lá permanecem continua e que o CEU consiga seu objetivo, de ser uma das referências em formação de atletas no Brasil.

Forte Abraço a todos,


GLAUBER CALDAS
Técnico de Futebol
Bacharel em Esporte (UEL-PR)
Pós-Graduado em Futebol (UFV-MG)


Artigos Relacionados

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O FIM DE UM CICLO! – Parte I

id_24477_ciclo

Como é facilmente percebido, o site esteve em “stand-by” durante um bom tempo. Para ser mais preciso, temos como data última publicação o dia 21 de Março de 2011. Todos sabem da paixão que tenho em escrever aqui neste canal de comunicação e divulgação, paixão essa pautada principalmente nos grandes colegas e contatos que pude conhecer por meio do site, oportunidades que surgiram e principalmente pelas discussões de altíssimo nível que se originaram dos artigos aqui publicados. O hiato do website teve um motivo muito importante e que justifica totalmente essa ausência de publicações.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Análise Tática: Chelsea 2 X 0 Manchester City

david

Além de ser o “Clássico dos novos ricos”, Chelsea e Manchester City se enfrentaram almejando objetivos importantes para cada uma das equipes. O Manchester City deseja passar o Chelsea na classificação e ficar mais perto de sacramentar a obtenção da vaga na UEFA CHAMPIONS LEAGUE. Já o Chelsea busca a vitória para diminuir a distância para o líder Manchester United, para continuar sonhando com o título, mesmo que não seja uma conquista fácil, com a vitória de hoje ainda é possível.